Coração De 5 Pontas

by Hélio Ziskind

/
  • Immediate download of 18-track album in the high-quality format of your choice (MP3, FLAC, and more), plus unlimited streaming via the free Bandcamp app.

     $5 USD

     

1.
2.
3.
4.
03:50
5.
01:51
6.
7.
8.
06:23
9.
10.
11.
12.
13.
14.
02:10
15.
16.
17.
18.

credits

released 01 January 2009

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist
Track Name: O Foguete Tricolor Vai Decolar
ôôô...
o foguete tricolor vai decolar

ôôô...
o foguete tricolor vai decolar

ô ô ô ô
o foguete tricolor vai decolar

nove dois, nove três, zero cinco
aperte o cinto
que o foguete tricolor vai decolar

lá vai o foguete tricolor
voando pelo céu
no espaço sideral

uuuuáuuu...
colossal...
Track Name: Viajando Pelo Tempo
Ano:1880
o Brasil ainda tinha Rei
nas escolas mais finas
professores de batina
ensinavam futebol
Rui Barbosa sorria
mexendo o bigodão
"o futebol é muito bom pra educação"

criança na escola
jogando bola

criança na escola
jogando bola

seu Rui sorriu

criança na escola
jogando bola

foi assim que o futebol
começou no Brasil

1894
Charles Miller chegou
era um garoto brasileiro
que estudava na Europa
e voltou para o Brasil
na mala ele trazia
duas camisas listradas
seus dois times de lá
duas chuteiras,
duas bolas de couro
e um livro...
com as regras do futebol
chegou e fez um time
tava a fim de jogar
as bolas rolaram
o juiz apitou
prrr...

1900
a cidade no pique
jogo de time chique
saía no jornal
vinha gente ver
e o futebol não parava de crescer
na beira do Tietê
nasciam tantos campos de futebol!
e ao longo dos trilhos do trem
em cada estação bléim bléim
nascia um campo
e um time também
era a primavera do futebol
a bola rolando
gente em volta do campo
torcendo o lenço ... vibrando...uhh!
jogavam engraçado...
não tinha posição
um dava um chutão
e saía todo mundo
correndo atrás da bola
muito drible, muito tumulto, jogada violenta,
goleiro não agarrava; dava soco na bola
coitada... da bola
hei, ô sabereta!
e o São Paulo?
sai ou não sai?
antes do filho vem o pai
1900 foi o ano
em que nasceu o Paulistano
o pai do tricolor.
o time de futebol
do Clube Atlético Paulistano
era um time forçudo
era um bicho-papão...
ganhava tudo!
o Paulistano!
tinha do Araken Patusca
e um craque que era demais:
Friedenreich, o Fried
Fried era o Pelé daquele tempo.
jogou na seleção
com ele o Paulistano foi 6 vezes campeão
o time deu muitas alegrias
a torcida vivia feliz
Aleguá!
até que um dia...
tragédia aconteceu:

1930
num risco... de tinta...
o time morreu
morreu? por quê?
muita gente pedia
"deixa o futebol ser profissão"
mas a diretoria
não queria não
e o time acabou assim
na ponta da caneta
na palavra fim
torcedores desolados
ai de mim...
como é que eu vou viver sem o meu time pra torcer?
sem o meu jogo de domingo como é que vai ser?
sem o meu time não dá
buáá
viver sem time não dá
buáá

e pra acabar com tantos ais
60 sócios sensacionais
tiveram um idéia tricolor
um clube novo
nós vamos fundar
time querido
pra te abraçar
e assim nasceu o São Paulo
São Paulo Futebol Clube
futebol no nome
pra nunca mais parar
assim como a cidade que lhe deu o nome
o futebol do São Paulo não pode parar...
assim como a cidade que lhe deu o nome
o futebol do São Paulo não pode parar...

levanta a bandeira!
meu manto é vermelho preto e branco
meu escudo é um coração
de cinco pontas tricolor
ê ô ê ô

lá vai o foguete tricolor
voando pelo céu
no espaço sideral

uuuuáuuu...
colossal...
Track Name: Era Uma Vez Um Lugar
Era uma vez um lugar
onde tudo
começou

chácara da floresta, na beira do rio tietê
feche os olhos... você vai ver

entre velhas figueiras e coqueiros
numa clareira
um campo de futebol

uma arquibancada de madeira
e uma cerca branca ao redor

campo da floresta
onde tudo começou

a primeira casa
o primeiro time

que suou a primeira camisa
e trouxe a primeira taça

imagine...

1931
o São Paulo era um bebê
tinha um ano de idade

o Corinthians já era um rapaz
com 21

e os dois iam jogar
a decisão do campeonato

era domingo
no campo do corínthians

entusiasmada, uniformizada
a torcida do São Paulo
soltava seu grito

uaique - paique - chaique - uaique
uaique - paique - chaique - uaique

tchem go
tchem go
rá / rá / rá

São Paulo
São Paulo
São Paulo

Arakan - balan - bacan
Arakan - balan - bacan

tumberê - tumberá
rico - reco - rico - rá
rá / rá / rá

São Paulo
São Paulo
São Paulo

João Iaiá
pelo altofalante
anunciava a escalação:

Araken Patusca... Rá!
Friedenreich... Rá!
Armandinho... Rá!
Luizinho... Rá!

quatro e meia da tarde
o jogo começou

o São Paulo sai rasgando...
3 minutos
Fried pra Armandinho
que chuta cruzado:
stuf!
gol
São Paulo 1x0.

ê ô ê ô
Arakan - balan - bacan
tumberê tumberá

a superioridade tricolor é sufocante
aos 23, bola na área
Armandinho fuzila: stuf! gol!!

2x0 e dois minutos depois
adivinha quem?
Araken... pra quem ? Friedenreich!
o tigre avança e na saída do goleiro Onça faz
urrau! São Paulo 3x0...

a exibição é tão notável
que até os torcedores do Corinthians
batem palmas pro São Paulo
na saída pro intervalo!

segundo tempo
o Corinthians vem pra cima
e marca um
a bola rola
jogada na direita
Armandinho centra
e Araken fulmina de primeira
4x1

e foi assim
que o São Paulo da Floresta

levantou a primeira taça
e fez a primeira festa!

êô êô
uuuÁuu...
é carnaval
êô êô

bebê que ‘ce tem na mão?
é mamadeira?
-não é não!

é uma taça
da cor do sol
que eu ganhei
no futebol
Track Name: 1933
O tempo passa...
1933
o futebol
é profissão
ô ô ô ô

o São Paulo
vai levando a vida...
5 a 1 no Santos...
6 a 1 no Corinthians...

normal...
tudo bom
tudo bem
porém... ai porém...

em 34
o São Paulo tropeça...
e cai num buraco
(bola fora da diretoria)
por causa do palácio Trocadeiro
ficamos totalmente sem dinheiro

o sonho de ser um colosso
foi parar no fundo do poço
o São Paulo engoliu
muita água do rio
afundou afundou
e faliu

o São Paulo engoliu
muita água do rio
afundou afundou
e sumiu

não...
de novo não...
de novo não...
não pode ser...
do fundo do poço
subiu um assobio

(assobio)

e assim então
trabalhando com afinco
235 sócios sensacionais
fizeram o São Paulo
das cinzas renascer
ninguém tem nada de bom sem sofrer!

eram tempos tão difíceis
sem campo
sem sede
sem time

o São Paulo era um sonho
na cabeça dessa gente
o sonho do São Paulo entrando em campo
marcando mais um tento
e a bandeira tricolor tremulando contra o vento

35
o São Paulo se levanta
o goleiro King
ergue a bola numa mão
vamo' São Paulo
vamo' São Paulo
vamo' ser campeão

voa King, faz a ponte
o São Paulo segue adiante

38
com a força do Estudantes
o time tricolor vai voltando ao que era antes

39
vai voltando a alegria
6 a 0 no Palmeiras, mama mia!

metais em brasa
o calor aumenta
o calendário anuncia:

lá vem os anos 40
aaauuuu
nossa década de ouro no Pacaembu

lá vem os anos 40
aaauuuu
nossa década de ouro no Pacaembu

lá vem os anos 40...
Track Name: Leônidas
42
começamos bem!...
uma multidão
aguardando
na estação de trem

tinha gente pendurada
até no lustre pra ver
ele...
o Homem Borracha
o rei da bicicleta
o Diamante Negro
Leônidas...ia chegar...

vinha pra morar em São Paulo
jogar no tricolor

era uma celebridade
um grande craque
tão querido

até um chocolate
fizeram com seu apelido

o trem apitou
piuí!
Leônidas... chegou!

saiu da estação carregado
nos braços da torcida
cantando pela cidade
numa alegria elouquecida

ô ô ô
agora o Diamante Negro
vai brilhar tricolor

ô ô ô
agora o Diamante Negro
vai brilhar tricolor


o Homem Borracha
o rei da bicicleta
o Diamante Negro
vai brilhar tricolor

ô ô ô / ô ô ô / são paulo!
ô ô ô / ô ô ô são paulo!
Track Name: Porfírio Da Paz
Porfírio da Paz
feliz como um menino
se inspirou
o nosso hino
ele criou
Track Name: Hino do São Paulo Futebol Clube
Trazes glórias luminosas
do paulistão imortal
da floresta também trazes
um brilho tradicional

ó tricolor! clube bem amado
as tuas glórias, vêm do passado

São Paulo clube querido
tu tens o nosso amor
teu nome e as tuas glórias
tem honra e resplendor

ó tricolor! clube bem amado
as tuas glórias, vêm do passado

tuas cores gloriosas
despertam um amor febril
pela terra bandeirante
honra e glória do brasil
ó tricolor! clube bem amado
as tuas glórias, vêm do passado
Track Name: Uma Moeda
Uma moeda
deitada
num dedão

espera
um cutucão

no lado cara
uma camisa verde
e no lado coroa
um timão
veja como a vida é
tem coisa que é pra quem pode
não é pra quem quer

43
São Paulo é campeão
a moeda caiu em pé!

44
9 a 1 no Santos
e ainda compramos o Canindé
eh Canindé...
nossa segunda casa

era um clube alemão
na beira do Tietê
por causa da guerra
tiveram que vender

era uma paisagem de cinema
na beira do rio

uma casa majestosa de madeira
um campo
e um cais

quando o Tietê enchia
o Canindé virava uma ilha
só de barco pra chegar

eh Canindé...
enfim, um lugar

bonito e sereno
pra treinar
e concentrar
ommm

bola dentro da diretoria
que sorrindo dizia

boooom patrimônio...
beeeelo time...
agora... as taças
São Paulo... vai firme!


45 !46 !48 !49 !
duas vezes bi
campeão Paulista

o nosso time tinha nome de avião
esquadrão de aço
timaço

Sastre, Leônidas
Luizinho Teixeirinha
Rui Bauer Noronha

em letras garrafais
nos jornais
a gente lia:

grandes cracks
craque com "c, k"

quem diria!...

quando o esquadrão jogava
a vitória era certa
só mudava o placar

belas tardes de domingo
o Pacaembu assistiu

o fabuloso São Paulo dos anos 40
o melhor time do Brasil

estufando a rede
e o peito tricolor
como um balão
subiu

e lá do alto...
o São Paulo
com olhos de gigante
achou o Canindé
tão pequenininho...

e nesse instante...
na mente do gigante
uma idéia
subiu no trapézio
e começou a balançar

se São Paulo é um gigante
onde é que ele vai morar?
Track Name: Terreninho Não,Terrenão
Lá foi a diretoria
andando pela cidade
procurando um terreno vazio

terreninho não
terrenão

porque nós vamos levantar do chão
um estádio
bem grande
bem bonito

coisa de paulista
que finca o pé no chão
e os olhos no infinito

eita sô...
acharam um
mas o prefeito não deixou

- ué por quê?
- ali não poderia nem que eu quisera!
ali será o parque do Ibirapuera

eita sô...
acharam outro
bem grande
bem longe

não tinha casa, não tinha rua,
não tinha nada
era fora da cidade
Jardim Leonor

no Morumbi?!... hi hi...
gozavam os invejosos
- vai ser o maior campo deserto do mundo!
Saara Futebol Clube!

deixa estar... vocês vão ver
São Paulo vai crescer
a cidade e o time...
vocês vão ver

52... tum!.
a pedra fundamental
tocou no chão
começou a construção

53...pau!
São Paulo campeão
ê ô ê ô

a vida era assim
no Morumbi
creque-creque e tunk-tunk
levantavam paredes de pedra

no Pacaembu
craques do escrete tricolor
faziam parar a Terra

Mauro Ramos, Mestre Ziza e Canhoteiro

nos anos 50
a vida era assim

não havia cd
na vitrola
girava um LP

sanfoneiro abre o fole...
pandeiro batuca

de Oswaldo Molles
e Sylvio Mazzuca:

essa canção tão vibrante
Bola no Barbante!
Track Name: Bola No Barbante
Eh São Paulo
eh São Paulo
o mais querido da terra bandeirante

eh São Paulo
eh São Paulo
com o tricolor é bola no barbante

entramos em campo confiantes
nossa defesa joga com valor
vão para frente os avantes
aumentar o placar do tricolor

grita a torcida delirante
com tricolor é bola no barbante

e a canção funcionou
57...pau!
São Paulo campeão Paulista
a final que acabou em quebra-pau

foi mal
mas o pior
ainda estava por vir
nosso tempo de faquir

12 anos
sem ganhar
título nenhum

12 anos de jejum
Track Name: Anos 60: O São Paulo Era Um Calhambeque
Nos anos 60
a vida era o seguinte

o São Paulo era um calhambeque
e os outros passando a 120
nhaaaummm... nhaaummm...

o Morumbi era guloso
devorava toneladas

nham nhom... nham nhom...
nham nhom... nham...

dim dim
pro time
não sobrava nada

dureza, mestre...
nosso tempo de faquir
não há de ser nada
nós vamos conseguir
o o o

outubro de 1960
o estádio ainda não ‘tava pronto
mas já dava pra jogar

- primeiro jogo
- contra quem?...
- um time português
- Sporting! pois! pois!
- e o primeiro gol do Morumbi quem é que fez?

peixinho
filho do Peixe
mergulhou
de cabeça e fez o gol

do tricolor!

peixinho
filho do Peixe
mergulhou
de cabeça e fez o gol

o Morumbi inaugurou!

naquele tempo,
o Santos...

era um campo à beira-mar
onde morava o rei
do Futebol

Roberto Carlos
era o rei do ié-ié-ié

mas no gramado
o rei era Pelé
imagine...
jogar contra o Pelé

pedreira...
o pessoal do Morumbi diria

clássico San-São
tipo David contra Golias

duelos do rei Pelé
e o seu melhor marcador
o tricolor
Roberto Dias

primeiro jogo:
perdemos
6 a 2
cacetada!...

segundo jogo:
ganhamos
4 a 1
papamos Pelé e toda peixada
naquele dia a rainha Vitória,
toda serelepe
mandou o rei pro chuveiro
e foi passear de calhambeque!

olha o breque, olha o baque
o calhambeque vai virar um cadilaque

güenta aí
bi bi
clac clac...
Track Name: Anos 70: Olha A Máquina
O sol
nasce no horizonte

no mar
uma onda se levanta

vêm vindo... olha como venta!...
vêm vindo... anos 70

vêm vindo... olha como venta!
bem vindos... anos 70!

imponente
finalmente

ficou pronto
o Morumbi

a casa do gigante


agora não há nada quem empaque
o calhambeque vai virar um cadilaque....

rom rom
rom rom

rom rom
rom rom

olha a máquina...
Toninho Guerreiro, Cegonha, Forlan
Gerson
canhotinha de ouro
camisa 10 no meio campo tricolor

vamo' São Paulo
vamo' São Paulo
vamo' ser campeão

25 de janeiro
inaugurou o Morumbi
a máquina saiu comendo chão

Gerson
com o braço esticado
no meio campo
apontava a direção
olha a arrancada...




70 !
fim do jejum...

71!
ganhamos mais um!

75 stuff...
show de Waldir

77
Batalha do Mineirão
Chicão ergueu a taça e sorriu
São Paulo campeão do Brasil

entre rojões e bandeiras
rodopiou o foguete tricolor

e escreveu
com seu rastro brilhante:

Pedro Rocha,
Muricy...
Sérginho Chulapa...
Chulapa...

Momento Memorável:

campeonato paulista de 78
semifinal contra o Palmeiras

jogo lonnngo
0 a 0
final da prorrogação

a torcida do verdão
começou a cantar :

ai ai ai ai...
tá chegando a hora

mas olha a hora que estava chegando...
-priii...
falta!

o São Paulo bate
a bola vem alta

Sérginho Chulapa
quase de costas pro gol

vai de cabeça
toca de ombro
e a bola sobe...

desenha uma curva no ar
e desce direto no ângulo direito de Gilmar


a torcida do SP
explode em frenesi descontrolado

a hora
tinha chegado!

pessoas choram,
desmaiam,
gritam gol sem parar

Chulapa 1, Palmeiras 0.
ô ô ô

Serginho Chulapa
pra sempre

artilheiro
tricolor
Track Name: Anos 80: 5 Vezes Campeão
80, 81, 85, 87, 89
5 vezes campeão Paulista!

86
segunda vez
campeão brasileiro

zagueiros
Oscar e Dario Pereyra

não passava ninguém
muralhas na defesa tricolor

na frente
voando contra o vento ô ô

Müller
Careca

velocidade
habilidade
até tabela por telepatia

maravilhas de gol ô ô
jogos de tanta emoção

vidas que se encontraram e seguiram juntas
como as notas da canção

Dario Pereyra
veio de Montevideo

Oscar
saiu de Monte Sião

vidas que se encontraram e seguiram juntas
como as notas da canção

cada história...
cada apelido...

Müller
se chamava Luís

ganhou seu apelido
porque o irmão
era parecido
com um alemão

chamado
Geeerd Müller...
Geeerd Müller


Careca era de Araraquara
quando menino
catava bolinha

Careca
era um cara cabeludo
fã do palhaço Carequinha

Careca
a nossa flecha!
ô ô

míssil teleguiado
pela vontade de vencer
ô ô

estrela que explodiu
no céu do Morumbi

um dia se soltaria
e voaria pro céu da Itália
e brilharia com Maradona

88
o time se desmancha
mas o patrimônio do SP deslancha...
inauguramos o CT!
(mas o que vem a ser...?)

entre churrascos e chopes
abraços tricolores
cantavam o seu refrão

não, não tem mística
tem que ter time,
tem que ter treino
e estrutura clubística

meio sem ninguém perceber
89
chegou Raí

e aí
meu amigo...
prepare o seu coração

venga Libertadores
conitchuá Mundial

o mundo todo vai ver
o que um coração de 5 pontas
pode fazer
Track Name: Telê
90
chegou Telê
trazendo na mão

a pedra da beleza
e a pedra da perfeição

no meio do gramado
os olhares se cruzaram

Zetti, Cafu,Leonardo...
Telê Santana... começou a preleção

o domínio
a condução

o passe
o lançamento

o cruzamento
o cabeceio

chute com bola parada
chute com bola rolando

são fundamentos
até quem tem talento

tem que repetir repetir repetir
até fazer sem errar

quando o corpo aprende
a mente fica livre pra inventar

lançou a pedra
da perfeição

como se o gramado
fosse uma lagoa

a pedra quicou 3 vezes
seu som até hoje ecoa

repetição repetição repetição

lançou ao céu
a pedra da beleza

a sua luz iluminou
a arquibancada

a nossa luta tem que ser
bonita de se ver
seja quando ganhar
seja quando perder

o time no gramado
disse com os olhos

deu pra entender
deu pra entender

Telê Telê Telê
Track Name: Anos 90: O Foguete Decolou
91
o foguete decolou
Raí desencantou
São Paulo campeão paulista e brasileiro
92
o foguete disparou
o coração dos tricolores

final da Libertadores
no Morumbi

dia 17 de Junho
frio cortante na capital paulista

como um tsunami
foi chegando a massa tricolor

105 mil rodaram as catracas
15 mil ficaram de fora
espremendo o estádio

São Paulo e Newell's Old Boys
um time de Argentina

tensão
do começo ao fim

no último lance
no pênalti final
Zetti pulou e pegou!
êô êô

do fundo do coração
um grito de campeão
se libertou

uma multidão ensandecida
pulando de alegria
com o time nos braços
comemorou


tri un fal
tri co lor
(Zetti ,Cafú ,Antonio Carlos,
Ronaldão,Ivan ,Pintado,
Adilson, Elivelton, Raí,Müller,
Macedo,Palhinha e Telê,São Paulo!)

libertadores
a nossa taça almejada

no alto da cordilheira
nossa bandeira
cravada

São Paulo
respira fundo

mais alto
só no topo
do mundo

dezembro
lá vai o tricolor
26 horas no avião

boa noite Brasil
bom dia Japão

teguedegue déim déim déim déim déim
teguedegue déim déim

13 de dezembro de 92
estádio Nacional de Tóquio, né!

lá... meio dia,
aqui... uma da manhã

em campo
frente a frente

o melhor da Europa
e o melhor da América do Sul

São Paulo e Barcelona
vermelho preto e branco
contra vermelho e azul

o melhor do mundo
quem será?
quem vencerá?

de bandeira e de pijama
a torcida acordou

bola na grama
o juiz apitou

kudassai! boa sorte!
gritavam os japoneses
lá e aqui
lá e aqui


todos viram
o gol do Barcelona
Raí de barriga empatar

e aquela a falta no Palhinha
(que besteira que o Barça foi fazer...)

perto da área, na direita,
perfeita
pro Raí bater

jogada ensaiada
Raí rolava a bola pra Cafu que devolvia
com a bola rolando Raí batia

o vai e volta distraía o goleiro
por 1 segundo

como se o chute
fosse um velho conhecido
Raí bateu

a bola fez a curva
entrou na gaveta
o goleiro nem se mexeu

Raí virou o jogo
correu até o banco
e deu aquele abraço no Telê

ao mestre
com carinho

Telê
sorriu
campeões do mundo!...

primeira estrela vermelha
no céu do Morumbi

foi aquele jogo
que teve aquela falta
e aquele abraço do Raí

92
que ano de sonho!

93...
não sei se eu sonhei ou se eu alucinei
mas eu escutei

John Lennon cantando com o Paul
"...parece que no caso do São Paulo
o sonho ainda não acabou..."

maio no Morumbi
segunda Libertadores
sabe quanto foi?


Universidad Católica do Chile 1
São Paulo 5
pá pá pá pá pá

foi a maior goleada em final da Libertadores!
a primeira vez em 30 anos que um time brasileiro foi bicampeão

a maior atuação do escrete tricolor sob a regência do mestre Telê
teve um ataque do Chile com 4 defesas seguidas do Zetti

pá pá pá pá
e a bola não entrou

o treinador chileno
declarou

o São Paulo é um time de mestres
uma equipe iluminada

adrenalina pura, meu
que loucura
o sonho não pára

12 dezembro de 93
ôôô

160 países
vendo pela TV

SP e Milan
final do Mundial
que jogo!
que jogo!

3 a 2!
vencemos sem Raí

o veterano Toninho Cerezo
menino no meio campo
foi um motor

Müller endiabrado
fez o gol da vitória
e um solo de tenor:

- questo gol é per te, buffone!
o zagueiro Costacurta,
com a mão na cabeça...
não acreditou!...

São Paulo
bicampeão do mundo!

duas estrelas vermelhas
na camisa tricolor.

Rogério Ceni
no banco de reservas
via tudo aquilo acontecer

imaginou
um dia...

essa alegria vai voltar
comigo no gol

94
Conmebol

98
campeão paulista!

Zetti
passa a bola
pras mãos de Rogério Ceni
Track Name: Anos 2000: Pra sempre Tricolor
ôôô... é tricolor...

ano 2000
vida que segue

entra em campo
Rogério Ceni

pela primeira vez
um goleiro faz gol de falta
em jogo de decisão

bom com a mão
bom com o pé
parece impossível mas não é

um craque que preferiu
ficar no Brasil
sempre com a gente

goleiro
artilheiro

jóia rara
Rogério
pra sempre tricolor

vai lá vai lá vai lá
vai lá de coração
vamo' sp vamo' sp
vamo' ser campeão

século vinte e um
ano 2001

Kaká... Kaká...

ô lê leô...

era uma vez
um menino de Brasília
filho de família
são-paulina

contra o Botafogo
Kaká surgiu

fez dois gols

ergueu os braços para o céu
agradeceu e sorriu

São Paulo de barba branca
sentado numa nuvem
aplaudiu

Kaká
crack dos cracks

Kaká
crack com K

Kaká

2004
o São Paulo insiste
quase Libertadores...

2005
viche!
outro ano daqueles...
o São Paulo embalou!

campeão paulista
com rodadas de antecedência

Rogério esfregando as mãos
Libertadores...

14 de julho
dia da Bastilha
a torcida na pilha

São Paulo e Atlético Paranaense
final da Libertadores
no Morumbi

ganhamos 4 a 0!
quero quero...
quero ver...

terceira bandeira
cravada
no alto da cordilheira

Rogério
levanta a taça
levanta a massa feliz tricolor

dezembro
estádio de Yokohama, né

São Paulo e Liverpool
São Paulo e Liverpool

por entre os arrogantes
gigantes vermelhos

o pequeno Mineiro
e o passe liso de Aloísio
São Paulo 1 a 0

o Liverpool veio pra cima
flechas apontadas pra Rogério Ceni

não passou nada!
SP é tricampeão do mundo...
tricampeão do mundo...

3 estrelas vermellhas
na camisa tricolor

2006
São Paulo campeão brasileiro

2007
pentacampão
5-3-3 sensacional!

2008
meio dorminhoco
o São Paulo acordou
na metade do ano

com Muricy gritando
na beira do campo
vamo' lá! vamo' lá!

como um alpinista
subindo um paredão

o São Paulo veio vindo
até que num domingo

escreveu com raios
na televisão:

hexa... campeão!
hexa... como disse o macaco Simão

nem múmia
tem tanta faixa assim, assim

São Paulo
a tua história
não tem fim

meu manto é vermelho preto e branco
meu escudo é um coração de 5 pontas tricolor
Track Name: Nomes Pra Não Esquecer
Tam dam dam
Sonhei
que eu chegava de foguete
no meio da noite
no Morumbi

andava pelo campo...
encasquetado com uma questão

no céu, a lua
no campo, a meia-lua

pra que serve a meia-lua?
pra que serve a meia-lua?

semicírculo penal...
dizia uma voz fantasmal

de repente entrou um vento
carregando folhas secas

como um chocalho gigante
raspando nos degraus da arquibancada

e aquela voz...
vindo do nada...

- o tempo e o vento
carregam as folhas
do nosso pé de alegria

folhas que um dia
deram energia
pro São Paulo crescer

nomes pra não esquecer
nomes pra não esquecer

Alex , André Dias, Arlindo, Bellini, Bezerra, Borges, Carlos Alberto, Cicinho, Dagoberto, Danilo, De Sordi, Dinho, Dino Sani, Edmílson, Elivélton, Estevan Soares, Fabão, Falcão, França, Friaça, Getúlio, Gino, Gijo, Gilmar, Hernanes, Jorge Wagner, Zé Teodoro,Zé Sérgio, Josué, Júlio Baptista, Juninho, Leandro, Lugano, Luís Fabiano, Luizão, Macedo, Mário Sérgio, Mário Tilico, Maurinho, Miranda, Mirandinha, Nelsinho, Palhinha, Paraná, Pardal, Pintado, Pita, Prado, Poy, Remo, Renato, Renganeschi, Riberto, Richarlisson, Ronaldão, Ronaldo Luís, Savério, Silas, Souza, Terto, Toinho, Válber, Vítor...
Waldir , sempre a sorrir...

nos duelos de goleiro e batedor
catimbeiro, Waldir Peres dava show

com malícia
com perícia

mais de 600 jogos
com a camisa tricolor
Waldir...

entre tantos outros
nomes pra não esquecer

Aymoré Moreira, Bella Guttman, Carlos Alberto Silva, Cilinho, Clodô, Formiga,
Jim Lopes, Joreca, Leão, Levir Culpi, Mílton Cruz, Muricy, Nelsinho Baptista,
Osvaldo Brandão, Paulo Autuori, Pepe, Poy, Rubens Minelli, Rubens Salles,
Valdir de Moraes, Vicente Feola, Zezé Moreira,

entre tantos outros
nomes pra não esquecer
nomes pra não esquecer

são teus guias brasileiros
que te amam ternamente

Cícero Pompeu de Toledo Cláudio Aidar , Edgard de Souza, Frederico Menzen,
Laudo Natel, Luiz Aranha, Marcelo Portugal Gouvêa , Monsenhor Bastos amém;

Paulo Machado de Carvalho, Roberto Gomes Pedrosa,
entre tantos outros

nomes pra não esquecer
nomes pra não esquecer

Adhemar Ferreira da Silva
nosso triplo saltador

estrelas amarelas
da camisa tricolor

Conrado Giacomini
e o seu livro de ouro
tesouro tricolor

nomes pra não esquecer
nomes pra não esquecer
Track Name: Hino do São Paulo Futebol Clube - Instrumental
Salve o tricolor paulista
amado clube brasileiro
tu és forte, tu és grande
dentre os grandes
és o primeiro

tu és forte, tu és grande
dentre os grandes
és o primeiro

óh tricolor (ô ô ô ô)
clube bem amado
as tuas glórias
vêm do passado

são teus guias brasileiros
que te amam ternamente
de São Paulo tens o nome
que ostentas dignamente

de São Paulo tens o nome
que ostentas dignamente

óh tricolor (ô ô ô ô)...